Mensagens

: ode às semanas complicadas.

Imagem
Quando tudo complicar, respira. Nem tudo terá solução e tens que aceitar isso. Aceita as perdas e não peças desculpas pelas lágrimas. Não te obrigues a sorrir, se não for essa a tua vontade. Vive os dias como preferires e procura uma réstia de esperança para te ergueres. Vão existir dias esgotantes mas só depende de ti dares a volta por cima. Só depende de ti olhares em frente, para seguir caminho. Vão existir dias tristes, cinzentos, frios. Terás que ser sol, calor, felicidade. Procura aconchego nos abraços. Rodeia-te de almas luminosas. Até a semana mais complicada acaba. E, no fim, poderás sorrir. Com vontade.

: sem arrependimentos.

Imagem
#off the records     #histórias de bolso

Não consigo explicar como chegámos ao ponto onde estamos hoje. Ainda há uns meses eras um completo desconhecido, alguém que cumprimentava e com a qual trocava apenas palavras de cortesia, por necessidade. Essas palavras transformaram-se em conversas mais longas, em risos, em partilhas pessoais. Os fins-de-semana passaram a ser oportunidades para marcar saídas e as brincadeiras começaram a ser entendidas só por nós. Os sorrisos; Os olhares. À nossa volta ninguém se apercebeu de nada, alheios a um sentimento que nenhum de nós parecia aceitar. Um toque de mãos. Um leve arrepio. E de repente voltei a ser adolescente. Voltei a sentir-me voar, mesmo sem tirar os pés do chão. Olho para ti e não sei como explicar o que sinto. Sinto-me longe de tudo isto, mesmo estando cada vez mais perto de ti. E tu, sempre pronto para fazer rir, divertes-te a ouvir o meu riso. Fazes de propósito para me veres corar e não desvias o olhar, mesmo quando tudo parece constr…

: Recados à Macaquinha [28]

Imagem
Às vezes tento imaginar que género de mãe vou ser, ainda que seja impossível antecipar sentimentos sem passar pelas situações. Às vezes tento convencer-me que vou ser uma mãe descontraída, fruto da minha experiência profissional. Mas sei, conhecendo o meu feitio, que vou ser uma mãe galinha. Que vou querer afastar-te dos aparelhos tecnológicos. Que vou querer levar-te o máximo de dias possíveis ao parque para que corras, para que sujes, para que faças amizades. Vou querer mostrar-te os filmes infantis que eu e o teu pai vimos quando éramos crianças. Vou querer ouvir-te a brincar, mesmo que isso signifique ter a casa toda desarrumada e mesmo que o meu interior se revolva com coisas fora do sítio. Vou ser uma mãe chata com as coisas que a família te irá oferecer e irei sempre incentivar aos livros e a jogos que te ajudem a aprender. Não te quero habituar a teres mil e um brinquedos aos quais não vais ligar e que se limitam a ficar dentro de uma caixa. Quero acreditar que te irei ensinar…

« Dias de Chuva » - parte 2

Imagem
Quando a chuva finalmente parou, largos minutos depois, arranjei coragem para entrar em casa. O silêncio é avassalador. O vazio parece querer sufocar-me. Nas paredes dezenas de fotografias, que ainda não tive coragem de guardar. Recordações que tanto me magoam como me confortam. O teu olhar, sempre tão profundo, acompanha-me ao longo do corredor e eu tenho que acender todas as luzes. Distraio-me com frivolidades para afastar os fantasmas que teimam em vir, dia após dia. A televisão sempre acesa para me fazer companhia. Suspiro, cansada desta tristeza que não me abandona. Sinto falta da energia que davas aos nossos dias. À forma positiva como encaravas os problemas. Sinto saudades de te ter ao meu lado, quando chegava do trabalho. Essa é a parte mais difícil do meu dia: chegar. E tu não estares.

A palavra usada foi energia e foi-me dada pela Ana Rodrigues da Just Fantasy Bijuteria

: Home Sweet Home #11

Imagem
Quase todas as divisões da nossa casa estão praticamente no ponto que nós queríamos. A decoração tem sido completada aos poucos, conforme vamos conseguindo arranjar tempo e dinheiro. O quarto extra tem sido a divisão mais esquecida, muito porque ainda não serve o propósito final dele. É frequente levar uma grande arrumação mas rapidamente volta ao que era antigamente: um local cheio de tralha e sem grande funcionalidade. 
Tenho que confessar que me faz confusão entrar lá dentro e não sentir uma conexão como sinto nas outras divisões. Muito por causa disso andamos a pensar em algumas mudanças simples que farão a diferença. Estamos a ponderar acrescentar algumas coisas que fazem sentido agora e farão sentido daqui a uns anos também. A inspiração veio de um catálogo do Leroy Merlin(página 16) mas, muito provavelmente, iremos usar soluções do Ikea.
O quarto está praticamente assim, apenas com pequenas diferenças: o teclado foi arrumado e a cadeira laranja passou para junto da cama, aos seus…

: Ser-se feliz com o que se faz.

Imagem
Já tive oportunidade de trabalhar com grupos homogéneos - onde as crianças têm a mesma idade - e agora trabalho com um grupo heterogéneo - onde na mesma sala há várias idades. Pessoalmente prefiro grupos "mistos" onde eles puxam uns pelos outros e onde os mais novos vêem nos mais velhos um modelo a seguir. Gosto de assistir às relações que eles criam e à forma como se acompanham uns aos outros, ensinando de bom grado algo que os outros não saibam. Neste momento tenho, na sala, crianças desde os 3 até aos 5 anos e incentivo que sejam os mais velhos a ajudarem os mais novos, para criarem sentido de responsabilidade. Incentivo ao máximo que todos participem na organização da sala e do dia-a-dia.
Apesar de num grupo heterogéneo haver tantos pontos positivos tenho que ser sincera... Nos grupos homogéneos é mais fácil organizar o trabalho. Basta uma atividade que, habitualmente, dá para todos. Nos grupos heterogéneos tem que haver o cuidado de adaptar os trabalhos às várias idades …

: Eu sei que ainda é Novembro...

Imagem
... mas já comecei a ver os catálogos de Natal.
Eu adoro decoração de Natal e perco-me com imagens de ambientes criados com coisas simples! Andei a passear de catálogo em catálogo - Deborla, Espaço Casa, Ikea,... - e já vi alguns itens que quero adicionar à pequena coleção que já tenho. Este ano devo comprar uma casinha de madeira com luzes led ou para pôr uma vela(disponíveis em praticamente todas as lojas de decoração) e um pai natal nórdico(disponível, por exemplo, nas lojas Deborla ou Espaço Casa) para o topo das estantes da sala. Coisas simples e baratas que irão dar um toque mais acolhedor à casa na época do ano que se aproxima.
Gosto de, todos os anos, acrescentar um elemento ou dois à coleção. Ir criando a decoração aos poucos e, mais importante de tudo, manter a casa dentro do registo minimalista que eu tanto gosto. Sou das que defende de que um pormenor simples faz completamente a diferença!!
E por aí, já há algum entusiasmo com o Natal ou nem por isso?