segunda-feira, setembro 26

: Recados à Macaquinha [21]


Macaquinha, por muito que te digam que os teus sonhos são de gente louca não te permitas desistir. Dança de pés descalços, de mãos à chuva. Luta por tudo aquilo que te faz feliz, mesmo que pareça impossível. Não te deixes vencer pela pressão de pertenceres à sociedade. Sê tu mesma, como só tu saberás ser. Não tenhas vergonha de sair à rua despenteada, quem sabe com uma meia de cada cor fruto do sono que te acompanhará por passares a noite acordada a ler um livro. Esforça-te, acima de tudo. Quer queiras ser médica ou cabeleireira. Esforça-te porque só assim atingirás o teu objetivo. Só assim poderás sentir-te realizada, sabendo que deste tudo de ti. E, ao longo do longo caminho que será a tua vida, lembra-te que terás sempre o apoio dos teus pais. Amor incondicional que nascerá muito antes de veres a luz do dia. Iremos rodopiar contigo nas alegrias, aconchegar-te nas tristezas. Iremos viver com o coração fora do peito, festejando todas as tuas vitórias. Iremos dar-te os empurrões necessários. Mas a força - essa maldita que teimará em abandonar-te - terá que partir de ti; Da tua vontade de ires mais longe. E espero que sim, macaquinha, que vás longe. Sempre com o nosso amor na tua bagagem.

sábado, setembro 24

: Souveniers de Porto Côvo


Faz hoje uma semana estava em Porto Côvo, na praia. Como uma semana passa rápido!
Não foi um fim-de-semana perfeito, visto que estive com problemas de estômago, mas foi uma bela escapadela à Costa Vicentina, local pelo qual sou apaixonada desde que comecei a passar alguns dias de férias em Sines. Deixo-vos algumas fotos que tirei em Porto Côvo - local onde estive hospedada - e na Praia do Malhão em Vila Nova de Milfontes. Foram dois dias de praia, descanso, ar fresco do mar e muito sol. Uma fuga à rotina que há muito precisava.

Serviu, especialmente, para repôr os níveis de água salgada na pele. E que melhor forma há que essa para começar uma semana em beleza?!

Porto Côvo


Praia do Malhão


domingo, setembro 18

: Olha que bela surpresa!!


Esta é  a música que me inspirou para escrever o meu livro. Cantada  por um dos meus grupos favoritos de sempre. Já tornaram bem melhor o meu dia!

sexta-feira, setembro 16

: Home Sweet Home.

Foto da minha autoria, presente no instagram. Uma das mais recentes aquisições para a casa!

Poder chegar a casa depois de um dia de trabalho sempre foi um momento de conforto para mim. Agora ainda mais, visto que tenho um espaço ao qual posso chamar meu. Não há nada melhor do que entrar em casa e saber que estou segura, que estou no lugar mais acolhedor do mundo. Sei que há muito tempo que não vos trago nada de novo - e acreditem que tenho muito para vos contar - mas estando em início de ano lectivo há mil e uma coisas para se tratarem. Quando tudo acalmar falo-vos do prazer de ser Educadora, falo-vos da alegria de mudar de vida sem medo de dar o salto, dos sete ou oito livros que entretanto li e que estão empilhados na sala à espera que escreva uma opinião sobre eles.

Por enquanto vou só descansar, na minha acolheadora casa. Não, melhor, no meu lar. Porque a verdade é que este é o melhor sítio do mundo.

domingo, setembro 11

: O poder de recordar.



A semana passada falei, diversas vezes, do meu tempo de faculdade. Este fim-de-semana saíram as colocações dos novos caloiros. E eu, que já saí da faculdade há três anos, sinto-me cheia de saudades. Juro que voltava atrás de fazia quase tudo igual. Escolhia o mesmo curso, dava-me com as mesmas pessoas, dava tudo de mim novamente. E faria a única coisa que ficou por fazer: entrava na tuna. De resto foram os melhores quatro anos da minha vida. Cresci tanto, fui tanto, tornei-me tanto.

Sou quem sou graças à faculdade e às escolhas que fiz. Olho para trás e sinto orgulho. Só espero que todos vocês que agoram entram na facudlade ou até vocês, que por aí ainda estejam um dia se sintam tão orgulhosos no vosso percurso como eu me sinto do meu. Aproveitem os anos ao máximo. Eles passam a voar. Daqui a uns anos só vos restará, como a mim, recordar. E que recordações tão boas!

terça-feira, setembro 6

: Corações murchos, morto amor.


Já ninguem morre de amores, ouvi alguém dizer um dia. Já ninguém rouba flores de jardins alheios para oferecer um bouquet improvisado à janela do quarto. Já ninguém deixa que o coração lhe seja roubado. O amor perdeu a sua vida e nós perdemos o amor, para sempre. Somos rosas murchas sem água que nos salve. Já ninguém morre de amores, é a frase que não me sai da cabeça. Já ninguém se dispõe a amar tanto que lhe doa a alma. Já ninguém se perde nas saudades, deixando-as para os tolos que ainda acreditam que um dia o mundo nos poderá abraçar. Já ninguém morre de amores, mas mesmo assim continuo a amar. Continuo a dar tudo de mim, a ser tudo - ou nada. Continuo a ver todos os gradientes do preto no branco. Sou o meio copo cheio, romântica com coração mole. Talvez devesse ter sentimentos de pedra, como todos os outros. Talvez devesse não ser a única que ainda morre de amor. Mas a verdade é que sou. E não saberia ser de outra forma.

#histórias de bolso
#off the records

domingo, setembro 4

: Até eu já me rendi...


Saindo do trabalho às sete da tarde e ainda tendo de cuidar da casa raramente me apetecia sair para dar uma volta depois do jantar, mesmo que estivesse uma noite excelente. Até ao dia em que decidi experimentar o tão badalado Pókemon Go. Agora arranjámos um motivo para sair à noite e acabamos por dar voltas gigantes que não daríamos se não fosse este jogo. Há muitas situações negativas ligadas a esta aplicação mas, agora, só me consigo focar na melhor coisa que ele trouxe: tirar as pessoas de casa. Eu fui uma delas!